Júlio Cézar Leonardi e Grupo Fandangueiro se preparam para gravar o primeiro CD pela Gravadora Acit.

Brasil, 14 de Novembro

 

Negociações foram fechadas na semana passada em Porto Alegre (RS).
 

Gildinho, gaiteiro de Os Monarcas; Júlio Cézar Leonardi e o produtor Edison
Campagna, nas dependências da Gravadora Acit, em Porto Alegre.


Por Rodrigo Accorsi


Depois de se lançarem e se consolidarem no mercado musical tradicionalista do Sudoeste em 2008, Júlio Cézar Leonardi e o Grupo Fandangueiro estão prestes a fazer a gravação de seu primeiro CD, pela Gravadora Acit, do Rio Grande do Sul. Na semana passada o próprio Júlio Cézar esteve reunido, em Porto Alegre, com a direção da gravadora, que deu sinal verde para que o grupo inicie as gravações no mês de março de 2009.
Sob a produção de Edison Campagna, o repertório deve ter composições próprias e também de outros artistas como Pedro Neves, Dionísio Costa, Mario Nenê e Luiz Lanfredi, que já tiveram suas músicas gravadas por artistas como Os Serranos, Os Monarcas, Porca Véia e João Luiz Corrêa.

Fortalecimento da marca

Júlio Cézar diz estar muito otimista com o novo projeto. “A parceria com a Acit proporcionará o fortalecimento da nossa marca por meio de convênios com centenas de emissoras de rádio e televisão do país inteiro. Paralelamente vamos lançar uma grande campanha nacional de divulgação audiovisual do grupo, padronizada com o CD que vem aí”, revela. Para tanto, Júlio e o Grupo Fandangueiro contam com o apoio de Gildinho, gaiteiro do grupo Os Monarcas. “Além de amigo, o Gildinho é meu padrinho e tem dado seu apoio em cada passo da carreira do Grupo”, diz.

Entre os cinco maiores

Segundo Júlio Cézar, em apenas cinco meses de existência o site do grupo (www.juliocezarleonardi.com.br) recebeu mais de 10 mil visitas e a divulgação nos municípios fez o grupo crescer ainda mais. “Neste período percorremos mais de 160 municípios do Sul do país, divulgando nosso trabalho e consolidando nosso nome. Com todo este trabalho, nosso objetivo é estar entre os cinco maiores nomes do Sul do Brasil em animação de bailes gaúchos, não importando quanto tempo seja preciso para isso. Temos capacidade, muita determinação e fé em Deus, por isso, chegaremos lá”, acredita Júlio Cézar.

2009

Finalizando, ele explica que o grupo deve passar por uma reformulação em 2009, principalmente para deixá-lo adequado às exigências do mercado. “Vamos otimizar recursos materiais e humanos, investir em melhorias na estrutura de áudio, iluminação e instrumentos para oferecer melhores condições aos contratantes, sem perder a qualidade e cada etapa vai se concretizando no momento certo. Quem está comigo sabe claramente dos objetivos do grupo”, destaca.

Fonte:

 
[voltar]